News - Briefing de Mercado

Dados de China e balanço da Vale norteiam Ibovespa
25/02/2013

22 de Fevereiro de 2013 19h49
Paula Pereira

 

22/02 19:49 CMA (CMA)  Nr. 1315300341
(PER)
PERSPECTIVA SEMANAL: Dados de China e balanço da Vale norteiam Ibovespa
 
   São Paulo, 22 de fevereiro de 2013 - Os índices preliminares dos gerentes
de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial da
China e a divulgação do balanço da mineradora Vale devem ser os principais
fatores que nortearão os pregões da próxima semana na BM&FBovespa, segundo
destaca Ricardo Zeno, sócio-diretor da AZ Investimentos.
 
   "A Vale, ao lado dos dados de China, deve ter um peso maior nessa semana,
que começa com o mercado refletindo as expectativas do balanço e depois
reagindo a esses números. Como é um papel de peso no índice, é esperada
forte reação nas ações ao decorrer da semana", diz Zeno.
 
   Quanto aos dados da China, Zeno destaca o peso do desempenho econômico do
país na bolsa brasileira, influenciando principalmente os papeis ligados à
commodities. "O mercado vai estar de olho nesses números pela alta exposição
a commodities. Os dados de Estados Unidos e alguns índices europeus ainda
devem ter efeito pontual no índice ao longo da semana. O mercado doméstico
também deve permanecer no radar, já que as preocupações com inflação e
incertezas de ações do governo têm influenciado a saída de investidores
recentemente", aponta o sócio-diretor da AZ Investimentos.
 
   A Vale divulga seu resultado do quarto trimestre de 2012 na quarta-feira
após o fechamento. O mercado espera que a companhia apresente um prejuízo que
pode chegar próximo a R$ 1 bilhão, após a baixa contábil de R$ 4,1 bilhões
anunciada em dezembro relativo a operações de níquel e alumínio e com efeito
 nesse balanço.
 
   Ainda no domingo, a China divulga o índice preliminar dos gerentes de
compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial
referente a fevereiro, às 22h45 pelo instituto de pesquisas Markit Economics e
pelo HSBC. Na quinta-feira, o PMI de atividade do setor industrial referente a
fevereiro será divulgado às 22h pelo departamento de estatísticas e pela
Associação de Logística e Compras da China (CFLP, na sigla em inglês),
órgão vinculado ao governo chinês e o PMI revisado sobre a atividade do setor
industrial referente a fevereiro será divulgado às 22h45 pelo instituto de
pesquisas Markit Economics e pelo HSBC.
    
   Nos Estados Unidos, o Federal Reserve de Chicago divulga, às 10h30, o
índice sobre a atividade nacional referente a janeiro. Na terça-feira, o
presidente do Fed,Ben Bernanke, participa de uma audiência no Senado, às 12h.
Na sexta-feira será divulgado às 12h, o resultado do índice que mede a
atividade do segmento industrial do país em fevereiro.
 
   Na Europa, na sexta-feira,  o PMI revisado da Alemanha e da Eurozona sobre a
atividade do setor industrial referente a fevereiro serão divulgados às 5h55
e 6h, respectivamente, pelo instituto de pesquisas Markit Economics.
 
   Hoje o Ibovespa encerrou o pregão com alta de 0,97%, aos 56.697 pontos e
volume negociado na bolsa foi de R$ 8,9 bilhões. Na semana, o índice acumula
queda de 2,08%, sendo as ações da Vale (VALE5) caíram na semana 6,5% fechando
 a R$ 34,10 e as da Petrobras (PETR4), 2,72%, encerrando cotadas a R$ 17,15.
 
    Paula Pereira / Agência CMA
 
    Edição: Eliane Leite
 
Copyright 2012 - Agência CMA
Os índices preliminares dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre
a atividade do setor industrial da China e a divulgação do balanço da mineradora
Vale devem ser os principais fatores que nortearão os pregões da próxima semana
na BM&FBovespa, segundo destaca Ricardo Zeno, sócio-diretor da AZ Investimentos.
 
"A Vale, ao lado dos dados de China, deve ter um peso maior nessa semana,
que começa com o mercado refletindo as expectativas do balanço e depois
reagindo a esses números. Como é um papel de peso no índice, é esperada
forte reação nas ações ao decorrer da semana", diz Zeno.
 
Quanto aos dados da China, Zeno destaca o peso do desempenho econômico do
país na bolsa brasileira, influenciando principalmente os papeis ligados à
commodities. "O mercado vai estar de olho nesses números pela alta exposição
a commodities. Os dados de Estados Unidos e alguns índices europeus ainda
devem ter efeito pontual no índice ao longo da semana. O mercado doméstico
também deve permanecer no radar, já que as preocupações com inflação e
incertezas de ações do governo têm influenciado a saída de investidores
recentemente", aponta o sócio-diretor da AZ Investimentos.
 
A Vale divulga seu resultado do quarto trimestre de 2012 na quarta-feira
após o fechamento. O mercado espera que a companhia apresente um prejuízo que
pode chegar próximo a R$ 1 bilhão, após a baixa contábil de R$ 4,1 bilhões
anunciada em dezembro relativo a operações de níquel e alumínio e com efeito
nesse balanço.
 
Ainda no domingo, a China divulga o índice preliminar dos gerentes de
compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial
referente a fevereiro, às 22h45 pelo instituto de pesquisas Markit Economics e
pelo HSBC. Na quinta-feira, o PMI de atividade do setor industrial referente a
fevereiro será divulgado às 22h pelo departamento de estatísticas e pela
Associação de Logística e Compras da China (CFLP, na sigla em inglês),
órgão vinculado ao governo chinês e o PMI revisado sobre a atividade do setor
industrial referente a fevereiro será divulgado às 22h45 pelo instituto de
pesquisas Markit Economics e pelo HSBC.
    
Nos Estados Unidos, o Federal Reserve de Chicago divulga, às 10h30, o
índice sobre a atividade nacional referente a janeiro. Na terça-feira, o
presidente do Fed,Ben Bernanke, participa de uma audiência no Senado, às 12h.
Na sexta-feira será divulgado às 12h, o resultado do índice que mede a
atividade do segmento industrial do país em fevereiro.
 
Na Europa, na sexta-feira,  o PMI revisado da Alemanha e da Eurozona sobre a
atividade do setor industrial referente a fevereiro serão divulgados às 5h55
e 6h, respectivamente, pelo instituto de pesquisas Markit Economics.
 
Hoje o Ibovespa encerrou o pregão com alta de 0,97%, aos 56.697 pontos e
volume negociado na bolsa foi de R$ 8,9 bilhões. Na semana, o índice acumula
queda de 2,08%, sendo as ações da Vale (VALE5) caíram na semana 6,5% fechando
a R$ 34,10 e as da Petrobras (PETR4), 2,72%, encerrando cotadas a R$ 17,15.

 

Fonte: Agência CMA

voltar

 
 
 
© 2009 AZ Investimentos - all rights reserved | desenvolvido por Client By