News - Briefing de Mercado

A importância dos simuladores para os iniciantes na bolsa
30/07/2013

26 de Julho de 2013 14h03
Leonardo Pires Uller

"É uma forma interessante para o investidor conhecer a dinâmica de mercado na teoria antes de realmente assumir o risco", afirma Ricardo Zeno, diretor da AZ Investimentos

Entrar no mercado de renda variável é um grande passo na vida de todo investidor. No entanto, as chances de lucros maiores andam lado a lado com o risco de possíveis perdas dos acionistas. Antes de comprar as primeiras ações, muitas pessoas leem diversos livros e pesquisam as corretoras que mais se adequam ao seu perfil. Mas, mesmo assim, a falta de prática pode ser um problema para quem está começando.

Uma boa alternativa para driblar esse problema são os simuladores de investimento. Eles representam fielmente os sistemas de home broker das corretoras e proporcionam ao investidor a chance de simular operações de compra e venda de ações, acompanhando a oscilação do mercado.

Para o analista da Walpires, Leandro Martins, todo investidor iniciante deve ter experiência nos simuladores de investimento para evitar erros comuns. “Praticar em um simulador de investimentos é de extrema importância para quem está começando no mercado de risco, onde o lado emocional tende a falar mais alto do que o racional”.

O analista vai ainda mais longe em sua opiniao sobre a experiência nos simuladores: "Deveria ser obrigatória para todos que começam no mercado para evitar erros operacionais ou de estratégias". Mesmo assim ele ressalta que o simulador não reflete o lado emocional totalmente, uma vez que não envolve dinheiro e sim a experiência. "Quando começa a valer dinheiro a coisa muda de figura".

O diretor da AZ Investimentos, Ricardo Zeno, acredita que os simuladores sirvam, também, para que o investidor identifique seu perfil e o quanto de risco consegue suportar. “É importante usar o simulador conforme sua realidade e agir como se fosse o seu dinheiro, sem se aventurar demais, caso esse não seja o seu perfil”.

Simuladores
A BM&FBovespa disponibiliza seu próprio simulador para os investidores e aspirantes, o SimulAção, que foi lançado em julho de 2010. De acordo com a Bovespa, ele oferece layout e funcionalidades iguais às do Home Broker, além de recursos inéditos, como ferramentas para consulta de cotação rápida (com delay de 15 minutos) e criação de janela customizada para acompanhamento dos preços das ações de empresas que compõem o índice IBrX. 

Além do simulador da bolsa, o investidor ainda tem outras opções:  o Simulador Mercados Futuros, Folhainvest, Uol Invest, Exame e BB. No total, os simuladores possuem 1.450.198 usuários, segundo dados da bolsa. 

voltar

 
 
 
© 2009 AZ Investimentos - all rights reserved | desenvolvido por Client By