News - Briefing de Mercado

Bolsa suaviza queda provocada por pesquisas que mostraram reação de Dilma
04/09/2014

04 de Setembro de 2014 12h13
Rennan Setti

Ibovespa chegou a cair 1,42% pela manhã, mas diminuiu as perdas no início da tarde.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cai nesta quinta-feira, depois de pesquisas Datafolha e Ibope mostrarem reação de Dilma Rousseff (PT) na corrida eleitoral. O mercado financeiro é, em grande parte, crítico à política econômica da presidente e costuma reagir com mau humor a notícias favoráveis à sua reeleição. Mas o recuo, que chegou a 1,42%, acabou sendo suavizado no início da tarde. Às 12h02m, o índice de referência Ibovespa recuava 0,26%, aos 61.678 pontos. O dólar comercial opera quase estável, com valorização de 0,08%, cotado a R$ 2,236 para compra e a R$ 2,238 para venda.

— As pesquisas acabam levando a uma baixa hoje, mas os levantamentos continuam dando certeza de segundo turno, o que agrada ao mercado. Além disso, a realização de lucros pelos investidores, que leva à queda dos preços, acaba sendo amenizada pelo grande fluxo de estrangeiros, atraídos pela possibilidade de mudança em setores com preços administrados — afirmou Ricardo Zeno, sócio-diretor da AZ Investimentos.

Segundo Zeno, a manutenção da taxa de juros em 11% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom) ontem não impacta o mercado, pois já era esperada pelo mercado.

Como costuma acontecer, as ações que mais sentem a influência política são as estatais. A Petrobras registra queda de 0,79% (ações ordinárias, com direito a voto) e 0,62% ( preferenciais, sem voto). O Banco do Brasil, que vem de uma sequência de fortes altas, cai 2,71%. Outras empresas do setor bancário também apresentam desvalorização. O Bradesco tem baixa de 0,93%, enquanto o Itaú Unibanco recua 0,63%.

Entre as principais quedas também está a JBS, do ramo de carnes, que cai 1,74%. Ontem, o blog Radar, da revista “Veja”, informou que a companhia estaria retomando seus planos de abrir o capital da JBS Foods ainda este ano.

BOLSAS GLOBAIS SOBEM COM ESTÍMULOS EUROPEUS

Nas Bolsas globais têm dia de forte otimismo, depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter cortado as taxas de juros para novas mínimas recordes nesta quinta-feira e ter anunciado um plano de compras de ativos, semelhante (embora não idêntico) ao pacote de estímulos usado nos EUA. O índice de referência europeu sobe 1,69%, enquanto a Bolsa de Paris avança 1,74%, a de Londres tem alta de 0,19% e a de Frankfurt, de 0,79%. Em Wall Street, o índice S&P 500 atinge seu novo recorde histórico e sobe 0,42%. O Dow Jones sobe 0,36%, e o Nasdaq, 0,60%.

Read more: http://oglobo.globo.com/economia/negocios/bolsa-suaviza-queda-provocada-por-pesquisas-que-mostraram-reacao-de-dilma-13827056#ixzz3CMZInxuJ

Fonte: O Globo

voltar

 
 
 
© 2009 AZ Investimentos - all rights reserved | desenvolvido por Client By